terça-feira, 14 de abril de 2009

Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Montese


A Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Montese foi fundada em 11 de agosto de 1961, no bairro do Montese, com o nome de Assembléia de Deus Independente, pelo Pastor Antônio Eulâmpio da Silva, que iniciou o trabalho em uma garagem de propriedade do irmăo Janjăo. Posteriormente veio a ser construído o templo Sede na Rua 15 de novembro, 957, Montese, Fortaleza – Ceará. A partir do ano de 1973 adotou o nome de Assembléia de Deus Ministério Montese. O Pastor Antônio Eulâmpio permaneceu na presidęncia da Igreja até o dia 13 de junho de 1965, quando foi substituído pelo Pastor Otaviano Pereira de Araújo.No ano de 1970, o Pastor Otaviano Pereira de Araújo pediu afastamento, vindo a ser substituído pelo Pastor José de Almeida Luz, que permaneceu na presidęncia até dezembro de 1977. Em 1974 a Igreja pediu filiaçăo ŕ Convençăo da Assembléia de Deus Ministério Bela Vista, na época presidida pelo Pastor Luiz Bezerra da Costa.Nessa data, o Pastor Pedro Gomes dos Santos assumiu a Igreja, ficando na direçăo da mesma até dezembro de 1978, quando o Pastor José de Almeida Luz reassumiu a presidęncia da Igreja. Em dezembro de 1979, foi eleito Presidente o Pastor Antônio Garcia de Sousa, permanecendo até 1980. Em dezembro de 1980, o pastor José Almeida Luz assumiu pela terceira vez a presidęncia da Igreja, permanecendo até dezembro de 1984. Em dezembro de 1984, o Pastor Osíres Teixeira Pessoa assumiu a presidęncia da Igreja, onde permanece até a presente data. Naquela época a Igreja Assembléia de Deus Ministério Montese, era formada por 02 (duas) congregaçőes na Capital, nos bairros da Serrinha e Joăo XXIII, e 02 (dois) pequenos trabalhos no Interior do Estado, nas cidades de Quixadá e Pentecostes. Em uma visăo vinda da parte de Deus, o Pastor Osíres Teixeira Pessoa recebeu a ordem de abrir trabalhos, e cumprindo essa determinaçăo de fé, tem visto o Senhor abençoar e a Igreja crescer dia-a-dia. A Igreja Assembléia de Deus Ministério Montese, conta hoje com 104 (cento e quatro) congregaçőes na Capital e Regiăo Metropolitana distribuídas em 21 (vinte e um) Setores e 109 (cento e nove) Campos no Interior do Estado. A Igreja conta ainda com 187 (cento e oitenta e sete) Ministros, 377 presbíteros, 724 diáconos, 138 diaconisas e cerca de 18.000 membros, numa escalada de crescimento que tem impressionado a todos aqueles que acompanham a nossa história. Em 1993, a Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Montese, através do seu Presidente, Pastor Osíres Teixeira Pessoa, num ato de visăo e ousadia fundou a Convençăo Fraternal de Ministros das Assembléias de Deus de Montese – CONFRADEME, que posteriormente veio a denominar-se Convençăo Fraternal de Ministros das Assembléias de Deus do Estado do Ceará – CONFRADECE, devidamente registrada junto a CGADB sob o n.ş 051, contando com 51 (cinqüenta e uma) Igrejas Filiadas e 383 (trezentos e oitenta e tręs) Ministros. A Igreja também tem investido na área social, tendo criado a Associaçăo Cristă de Assistęncia Social e o Departamento Evangélico de Açăo Social, que fundou a Escolinha Monte Sinai que hoje mantém cerca de 300 (trezentas) crianças carentes. Ao analisarmos a história da nossa Igreja, podemos afirmar com convicçăo que a Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Montese é realmente “Uma Igreja Missionária”.
Assembléia de Deus MonteseRua 15 de Novembro, 975; Montese.Fortaleza - CE - Fone: (85) 3292.9513

2 comentários:

juliana kelly disse...

A PAZ DO SENHOR A TODOS QUERO APENAS DIZER QUE ESTA IGREJA SEJA CADA VEZ MAIS ABENÇOADA POR DEUS E QUERO AGRADECER A DEUS POR ESTAR NUMA IGREJA DIRIGIDA PELO ESPIRITO SANTO DE DEUS .
ME CAMO JULIANA SOU FILHA DE UM EVANGELISTA E ESTOU MUITO FELIZ, APESAR DAS DIFICULDADES ESPIRITUAIS MAIS SE DEUS É POR NOS QUEM SERÁ CONTR NÓS.

MINISTERIO PASTOR NAPOLEAO BONAPARTE(048) 9900-8774 disse...

http://www.youtube.com/watch?v=GBYFye2adWc MEU VIDEO GRATUITO. A PAZ DO SENHOR AMADO PASTOR OSIRES E SUA IGREJA. MUITAS SAUDADE TENHO DE TODOS.

NOVA REVISTA 4° TRIMESTRE de 2011 DA EBD CPAD

NOVA REVISTA 4° TRIMESTRE de 2011 DA EBD CPAD

A ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO

A ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO

Texto Bíblico: Neemias: 12.27-31,43

INTRODUÇÃO

I. OS SACERDOTES QUE VIERAM PARA JERUSALÉM COM ZOROBABEL

II. A DEDICAÇÃO DOS MUROS

III. CELEBRANDO A DEUS PELA VITÓRIA

CONCLUSÃO

PREGAÇÃO EXPOSITIVA

Por George O. Wood (Continuação)

Como Fazer Sermões Expositivos

Agora vem a questão crítica. Você quer pregar sermões expositivos. Mas como fazê-los? Deixe-me levá-lo ao longo desse processo, utilizando uma das passagens mais familiares da Bíblia: Mateus 28.18-20. De fato, esse texto é tão familiar, que muitos nunca chegam a pregar sobre ele.

[...] Exige-se que os pregadores expositivos incluam todas as palavras do texto em seus sermões. Mateus 28.18-20 concentra-se em assuntos mais inclusivos do que no fato de “ir” ou para onde devemos ir.

Lembra-se da primeira pergunta sobre os preparativos de uma mensagem expositiva? O que o texto disse? Para responder a essa pergunta devemos fazer boa exegese. Contudo, não comece sua exegese correndo comentários. O pregador expositivo deve primeiro estudar o texto apenas com a Bíblia na mão; sem comentários ou ferramentas de ajuda de qualquer tipo.

É importante que você comece a formar uma opinião sobre a passagem. O que o texto está dizendo? De que forma o Espírito Santo pode ajudá-lo a entender o texto novo? Que partes parecem chamar mais sua atenção? O que você não compreende? Onde estão os substantivos? Os verbos? Os adjetivos? Os advérbios? Qual o pensamento principal da passagem? Quais os subtemas? Não custa escrever sua própria paráfrase do texto.

[...] Durante esse embate inicial e direto entre você e o texto, comece a se perguntar: Como esboçarei estes versículos? Que título parece mais apropriado?

Passe pelo menos uma hora sozinho com o texto antes de consultar seus recursos de estudo bíblico. Se, é claro, você sabe o grego ou hebraico, gaste esse tempo no texto original obtendo as nuanças da linguagem bíblica. Você não deve começar a examinar os comentários até que o próprio texto fique incrustado em seu espírito.

Depois, sirva-se dos recursos: dicionários, concordância, tradução interlinear, paráfrases e outras versões, estudos por palavras, comentários bíblicos. Não permita que seu repertório de comentário seja escasso. Alguns cometem o erro de confiar quase exclusivamente em um ou dois comentários, e seus sermões passam a ser apenas um rearranjo, uma nova apresentação do que aquele estudioso disse. Nunca tento usar menos do que sete ou oito comentários sobre qualquer texto. Isso assegura que estou tirando conclusões de múltiplos pontos de vista, alguns dos quais em nada me ajudarão, mas preciso da multiplicidade de informações para corretamente compreender o texto. Tenho de resistir ao impulso de passar depressa para a aplicação do texto, sem primeiro me envolver em todo o processo de exame.

À medida que você explora cuidadosamente a mina do texto de Mateus 28.18-20, começa a notar os temas principais. Eles se sobressaem. No versículo 18, Jesus faz uma declaração muito surpreendente. Nos versículos 19 e 20a, dá uma ordem. E na última frase do versículo 20, faz uma promessa.

Portanto, um sermão expositivo será desenvolvido nessa estrutura, dentro do próprio texto. Lembre-se: é sempre o próprio texto que deve reger o esboço. A pregação expositiva não dá licença para o pregador forçar ideias no texto. Deve-se permitir que o texto fale por si mesmo. Quando você se concentrar nos aspectos exegéticos do texto, comece a notar algumas coisas que se destacam, como por exemplo, a palavra “todo”. No texto da versão ARA [Almeida Revista Atualizada], a palavra “todo” (em suas declinações) ocorre quatro vezes: “toda a autoridade [ou poder]“, “todas as nações”, “todas as coisas” e “todos dos dias”. Bem de acordo com o texto grego subjacente, onde o vocábulo “todo” (da raiz grega pas) ocorre quatro vezes: “toda a autoridade”, “todas as nações”, “todas as coisas” e “todos os dias”. Quando percebi isso, disse comigo mesmo: Esta é repetição importante. Isto precisa ser incluído na mensagem. Mas como?

Minha exegese também me leva a focalizar nos conectivos. Primeiro, Jesus proclama ter autoridade. Depois, emite uma ordem. E, no fim, faz uma promessa. Tudo isso não está relacionado? Sua autoridade não serve de escora para a ordem? Jesus nos enviaria para uma missão que não tivesse esperança de sucesso? Por conseguinte, nossa responsabilidade não está associada ao sucesso de sua própria missão? A menos que Ele tenha autoridade, não temos responsabilidade. Mas somos enviados a fazer sua obra por nossa conta? Não! Com a comissão, temos também a garantia: Ele estará conosco.

Percebe o que estamos fazendo? Estamos trabalhando com os conectivos. Às vezes, um sermão contém um esboço simples: pontos um, dois e três. Não obstante, o pregador nunca conecta os pontos. Se temos o ponto um, de que maneira se relaciona com o ponto dois? E com o ponto três? Você quase sempre pode dizer está conectando os pontos, se está silenciosamente inserindo entre eles as palavras “portanto” ou “porque”. Por exemplo, nesse texto, Jesus tem autoridade. Portanto, temos responsabilidade quanto a essa autoridade. Porque temos responsabilidade, necessitamos de sua presença, e devemos cumprir o que mandou fazer.

Procure seguir o fluxo lógico que o próprio texto proporciona. Quando Deus fala, como apresentado na Bíblia, Ele não gagueja. As palavras não são dadas em ordem aleatória, mas na seqüência certa. Há um propósito e método na revelação divina. Busque-os e proclame-os!

Ainda estamos trabalhando na exegese: “O que o texto disse?” Em meus estudos, comecei a notar que quatro verbos dominam o meio de Mateus 28.18-20. Em português, na versão ARA, dois dos verbos estão no imperativo, ou seja, são ordens: “ide” e “fazei discípulos”. E os outros dois verbos estão no gerúndio: “batizando” e “ensinando”. Em princípio, isso nada significa para o desenvolvimento do sermão; simplesmente tomo nota.

Quando consulto o texto grego, descubro que apenas um verbo está no imperativo: “fazei discípulos”. Os outros três estão todos no gerúndio: “indo” (ou quando fordes” ou “tendo ido”, “batizando” e “ensinando”) [Aqui, o Novo Testamento Interlinear é imprescindível para quem consegue pelo menos consultar o dicionário grego e uma chave linguística grega]. Não tenho ideia do que planejo fazer com essa descoberta. Terei de pensar um pouco sobre isso e trabalhar mais extensamente nos comentários. Você frequentemente experimentará esse mesmo fenômeno ao preparar seus sermões.

Durante todo o tempo em que estou estudando, estou tomando notas. Entrementes, só tenho páginas cheias de anotações. Meu estudo exegético está concluído. Acho que atingi um entendimento positivamente acurado do significado das palavras. Agora chegou o momento de desenvolver o sermão e começar a responder a segunda pergunta: “O que o texto diz?” [Concluiremos no próximo subsídio].

Texto extraído do:Manual Pastor Pentecostal: Teologia e Práticas Pastorais”, editado pela CPAD.

AD MONTESE NO INTERIOR

ACARAÚ – ACOPIARA – ALCANTARA - ALMOFALA -AMONTADA - ANTONIO DIOGO - APRISCO DO SENHOR - AQUIRAZ – ARACATI – ARACOIABA – ASSARÉ - BAIXIO - BANABUIÚ – BARREIRA – BEBERIBE - BARROQUINHA - BOA VIAGEM - BREJO SANTO – CAMARÁ - CAMOCIM - CAMPOS SALES – CANINDÉ – CARIRÉ - CARIRIAÇU - CATUANA – CRATEÚS – CASCAVEL – CEDRO - CHAVAL - CHOROZINHO – CRATO – EUSÉBIO – FORTIM - GARROTE - GUARACIABA – GRANJA – GUAIÚBA – HORIZONTE - ICAPUÍICÓ – ITATIRA – IGUAPE – IGUATÚ – IPÚ - ITAITINGA - ITAPIPOCA – ITAPIÚNA – ITAREMA – JIJOCA - J. DO NORTE - JAGUARUANA – JARDIM – JUCÁS – JURITIANHA - LIMOEIRO - MARANGUAPE – MARCO – MASSAPÊ – MAURITÍ - MILAGRES - MISSÃO VELHA – MORRINHOS – MERUOCA - MUCAMBO - MUCUNÃ - NOVO ORIENTE - NOVA RUSSAS – ORÓS - PACAJUS - PACATUBA – PACUJÁ – PALMÁCIA – PARACURU - PARAIPABA -PARAMOTÍ – PENTECOSTE – PINDORETAMA - PIQUET CARNEIRO - QUIXADÁ – QUITERIONOPOELS – QUIXERAMOBIM - REDENÇÃO - RUSSAS - SANTA QUITÉRIA - S.JOÃO DO JAGUARIBE - SALITRE - SÃO BENEDITO - SANTANA DO ACARAÚ - SENADOR POMPEU - SENADOR SÁ – SOBRAL – SOLONÓPOLE – TABUBA - TABULEIRO DO NORTE – TAUÁ – TIANGUÁ – TURURU – URUBURETAMA -URUOCA - VARJOTA – VIÇOSA.

Secretaria de Missöes

Secretaria de Missöes
Locais onde há uma AD Montese

DICA DE LIMPEZA

Limpeza de Estofados

IMPORTANTE
Cada variedade de revestimento apresenta particularidades na limpeza, em virtude da diversidade de fibras em sua composição. Por isso, a melhor solução sempre é a prevenção, evitando situações que possam danificar o revestimento do estofado.

COURINO É MELHOR QUE O TECIDO?

Não necessariamente. Os testes para limpeza de manchas realizados na Delare resultaram em maior sucesso nos courinos (revestimentos plásticos) testados que nos tecidos. Porém, é necessário destacar que a variedade de composições e fabricantes de tecidos com que a empresa trabalha é maior que no caso de courinos.Podem ser facilmente encontradas no mercado variedades de tecidos inferiores a courino e vice-versa.

Como remover manchas de batom

1. Com uma toalha de papel, retire o excesso de batom. Cuidado apenas, para não espalhar ainda mais.
2. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com uma nova folha de toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
3. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe sobre a mancha. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de café

1. Com um papel toalha, retire o excesso de café. Molhe cuidadosamente a região afetada com água tônica usando um papel toalha.
2. Repita o passo 1 até que a mancha desapareça.
3. Enxágue com água e seque.
4. Caso a mancha não desapareça, molhe a área com água, embeba uma esponja em uma solução de água com detergente e passe no local. Se necessário, repita a operação.
5. Enxágue com água para remover possíveis resquícios de detergente e seque.

Como remover manchas de caneta

1. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
2. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
3. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
4. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de catchup

1. Remova o excesso do líquido ou mancha com uma toalha de papel.
2. Molhe a mancha com uma quantidade mínima de água. Deixe de molho por 1 minuto e seque o local manchado com toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça e o tecido esteja bem seco.
3. Se a mancha não desaparecer, molhe a área afetada com uma quantidade bem pequena de água, embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover possíveis resquícios de detergente neutro e seque.
5. Uma outra opção para tentar remover a mancha, é enxaguá-la com uma solução de água e vinagre em iguais quantidades (50/50). Seque bem.

Como remover manchas de cerveja

1. Remova o excesso de líquido o mais rapidamente possível.
2. Umedeça a área atingida com um pouco de água. Deixe por 1 minuto com uma toalha de papel em cima. Repita esse procedimento até não haver mais mancha no toalha de papel.
3. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
4. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue a parte manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover mancha de chá

1. Com uma toalha de papel ou pano limpo, retire o excesso de líquido o mais rapidamente possível, tomando cuidado para não espalhar mais.
2. Umedeça cuidadosamente a área atingida com um pouco de água tônica e seque com toalha de papel ou pano limpo. Repita esse procedimento até não haver mais mancha visível.
3. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, secando com uma toalha de papel ou pano limpo.
4. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
5. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
6. Se a mancha não sair com os passos acima, molhe com água oxigenada e deixe secar ao ar por 4 horas. Aplique água oxigenada novamente e deixe repousar por 24 horas. Aplique novamente e deixe por mais 48 horas. Se a mancha continuar, repita o processo.
7. Quando a mancha não for mais visível, molhe com água limpa e seque o excesso com um pano ou toalha de papel.

Como remover manchas de chiclete

1. Remova o excesso e aplique um pouco de álcool sobre a mancha, secando imediatamente com uma toalha de papel ou pano limpo. Repita o procedimento até a mancha não ser mais visível.
2. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
3. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
4. Enxágue a área manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover manchas de chocolate

1. Remova o excesso e aplique um pouco de álcool sobre a mancha, secando imediatamente com uma toalha de papel ou pano limpo. Repita o procedimento até a mancha não ser mais visível.
2. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
3. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
4. Enxágue a área manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover mancha de gelatina

1. Com uma toalha de papel ou pano limpo, retire o excesso de líquido o mais rapidamente possível, tomando cuidado para não espalhar mais.
2. Umedeça a área atingida com um pouco de água. Deixe por 1 minuto com uma toalha de papel em cima. Repita esse procedimento até não haver mais mancha no toalha de papel.
3. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
4. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue a parte manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover manchas de graxa

1. Com uma toalha de papel, retire o excesso de graxa. Cuidado apenas, para não espalhar ainda mais. É importante agir rapidamente.
2. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com uma nova folha de toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
3. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe sobre a mancha. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de leite

1. Com uma toalha de papel, retire o excesso de leite. Cuidado apenas, para não espalhar ainda mais.
2. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com uma nova folha de toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
3. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de maionese

1. Com uma toalha de papel ou com uma faca, retire o excesso de maionese. Cuidado apenas, para não espalhar ainda mais.
2. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com uma nova folha de toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
3. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe sobre a mancha. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue a parte manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de mostarda

1. Remova o excesso do líquido ou mancha com uma toalha de papel. Aja rapidamente para que a mancha não se solidifique e entranhe cada vez mais no tecido.
2. Molhe a mancha com uma quantidade mínima de água. Deixe de molho por 1 minuto e seque o local manchado com toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça e o tecido esteja bem seco.
3. Se a mancha não desaparecer, molhe a área afetada com uma quantidade bem pequena de água, embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover possíveis resquícios de detergente neutro e seque.
5. Uma outra opção para tentar remover a mancha, é enxaguá-la com uma solução de água e vinagre em iguais quantidades (50/50). Seque bem.

Como remover mancha de ovo

1. Com uma toalha de papel ou pano limpo, retire o excesso o mais rapidamente possível, tomando cuidado para não espalhar mais.
2. Umedeça a área atingida com um pouco de água. Deixe por 1 minuto com uma toalha de papel em cima. Repita esse procedimento até não haver mais mancha no toalha de papel.
3. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
4. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue a parte manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover mancha de refrigerante

1. Com uma toalha de papel ou pano limpo, retire o excesso de líquido o mais rapidamente possível, tomando cuidado para não espalhar mais.
2. Umedeça a área atingida com um pouco de água. Deixe por 1 minuto com uma toalha de papel em cima. Repita esse procedimento até não haver mais mancha no toalha de papel.
3. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
4. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, removendo o excesso com uma toalha de papel ou pano limpo. É importante remover os resíduos de detergente neutro para evitar descoloração do revestimento.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue a parte manchada com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo ou toalha de papel.

Como remover manchas de sangue

1. Cuidadosamente, usando uma toalha de papel, remova o excesso de sangue.
2. Umedeça a região manchada com uma quantidade mínima de água. Deixe de molho por 1 minuto e esfregue a mancha com o papel-toalha. Repita o procedimento até que o papel-toalha não evidencie qualquer mancha de sangue. Seque bem.
3. Caso a mancha não desapareça, molhe a área afetada com água, embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para que sejam removidos quaisquer resquícios de detergente neutro. Seque bem.
5. Uma outra opção, caso a mancha insista em não desaparecer, é enxaguar o local com uma solução de água e vinagre em iguais quantidades (50/50). Seque bem.

Como remover manchas de sorvete

1. Com uma toalha de papel, retire o excesso de sorvete. Cuidado apenas, para não espalhar ainda mais.
2. Umedeça a mancha com uma quantidade mínima de álcool ou solvente para limpeza a seco. Seque imediatamente com uma nova folha de toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça.
3. Caso a mancha persista, molhe a região manchada com água. Embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover qualquer resquício de detergente neutro.
5. Para ter certeza que não ficou nada, enxágue com uma solução de partes iguais de água e vinagre. Seque bem com um pano limpo.

Como remover manchas de suco de laranja

1. Remova o excesso do líquido ou mancha com uma toalha de papel. Aja rápido para o suco não entranhar no sofá e dificultar ou impedir a remoção da mancha.
2. Molhe a mancha com uma quantidade mínima de água. Deixe de molho por 1 minuto e seque o local manchado com toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça e o tecido esteja bem seco.
3. Se a mancha não desaparecer, molhe a área afetada com uma quantidade bem pequena de água, embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover possíveis resquícios de detergente neutro e seque.
5. Uma última opção para tentar remover a mancha, é enxaguar a parte manchada com uma solução de água e vinagre em iguais quantidades (50/50). Seque bem.

Remoção de manchas de tinta látex

1. Remova o excesso do líquido ou mancha com uma toalha de papel.
2. Molhe a mancha com uma quantidade mínima de água. Deixe de molho por 1 minuto e seque o local manchado com toalha de papel. Repita a operação até que a mancha desapareça e o tecido esteja bem seco.
3. Se a mancha não desaparecer, molhe a área afetada com uma quantidade bem pequena de água, embeba uma esponja em uma solução de água e detergente neutro e passe no local. Se necessário, repita a operação.
4. Enxágue com água para remover possíveis resquícios de detergente neutro e seque.
5. Uma última opção para tentar remover a mancha, é enxaguar a parte manchada com uma solução de água e vinagre em iguais quantidades (50/50). Seque bem.

Como remover mancha de vinho tinto

1. Com uma toalha de papel ou pano limpo, retire o excesso de líquido o mais rapidamente possível, tomando cuidado para não espalhar mais.
2. Umedeça cuidadosamente a área atingida com um pouco de água tônica e seque com toalha de papel ou pano limpo. Repita esse procedimento até não haver mais mancha visível.
3. Em seguida, molhe a superfície com um pouco de água limpa, secando com uma toalha de papel ou pano limpo.
4. Caso a mancha persista, mantenha molhada a área manchada e aplique uma pequena quantidade de detergente neutro diluída em água, usando uma esponja macia. Se necessário, repita a operação.
5. Se a mancha não sair com os passos acima, molhe com água oxigenada e deixe secar ao ar por 4 horas. Aplique água oxigenada novamente e deixe repousar por 24 horas. Aplique novamente e deixe por mais 48 horas. Se a mancha continuar, repita o processo.
6. Quando a mancha não for mais visível, molhe com água limpa e seque o excesso com um pano ou toalha de papel.

Fonte:
http://www.delare.com.br/

Limpeza de estofados

A grande maioria dos móveis é revestida com tecido, couro ou vinil. Então, é bem provável que você tenha um desses tipos de móveis em casa.

Tecido

A maioria dos estofados em tecido podem ser lavados em casa; a exceção é o tecido fabricado apenas para "lavagem a seco". Remova manchas desse tipo de tecido com um solvente ou experimente a seguinte receita: misture 1/4 de copo de sabão líquido para lava-louças com 1 copo de água morna e bata a solução com um batedor de ovos. Aplique a espuma sobre o estofado, uma pequena parte de cada vez, com uma escova limpa, de cerdas macias. Remova o excesso de água. Enxágüe o estofado esfregando o tecido com um pano úmido limpo; enxágüe o pano se necessário.

Couro

Deve-se limpar o couro com sabão puro (sem detergente). Às vezes é bom aplicar um condicionador para restaurar a umidade e reavivar o brilho. Uma solução de água morna e sabão líquido para lava-louças é uma das melhores maneiras de limpar estofados de couro. Aplique só a espuma, esfregando de leve com uma escova de cerdas macias; limpe com uma esponja úmida.

Vinil

Pode-se limpar estofados de vinil do mesmo modo que os de couro, ou com um produto comercial criado especialmente para limpar vinil. A melhor maneira de limpar estofados de vinil é com bicarbonato de sódio em um pedaço de pano, acompanhado por uma limpeza leve com sabão líquido para lava-louças. Nunca use óleo; ele endurece o estofado.
Se você seguir as instruções apresentadas neste artigo, os objetos em sua casa parecerão tão novos quanto no dia em que você os comprou. Mantenha em dia a limpeza dos móveis e objetos, e você terá uma casa pronta para mostrar todos os dias.

Fonte: casa.hsw.uol.com.br

LIMPAR ESTOFADOS

O que usar

Pano seco (estofados de couro cru)EscovaPano umedecido e sabão neutro (estofados de couro)Aspirador (estofados de tecidos)
1) Estofados em couro cru só devem ser limpos com pano seco.2) Nos demais estofados de couro, pode ser usada uma escovação a seco ou, no máximo, um pano levemente umedecido em água e sabão neutro.3) em estofados revestidos com tecidos, remova o pó com aspirador.

Dicas

Em estofados revestidos em couro, aplique, eventualmente, cera à base de carnaúba para melhorar a sua conservação. Depois, limpe-o com flanela e/ou sabão neutro.Para conservar o couro macio e impedir que se parta, limpe-o periodicamente com um pano macio embebido em uma solução de 1 parte de vinagre para 2 de óleo de linhaça. Depois, polir com pano seco.

Fonte:
http://www.limpnet.com.br/

LIMPEZA DE ESTOFADOS

LIMPEZA RÁPIDA DO SOFÁ
Em estofados com tecidos de mistos ou de algodão puro é possível efetuar a limpeza rápida para evitar o aparecimento de manchas. Já sofás que sejam feitos em tecidos muito delicados, sintéticos de última geração ou couro, o ideal é procurar a ajuda de profissionais. Algumas dicas são úteis para a limpeza:
Utilize sempre tecidos ou esponjas novas para limpar seus estofados. Intervenha imediatamente após o problema pois isso ajuda na solução. Para evitar sombras de manchas, limpe sempre a partir das bordas em direção ao centro da mancha. Quando for utilizar solventes, jamais coloque-o diretamente no estofado, mas sim no tecido a ser utilizado para a limpeza. Não apoiar ou sentar antes que o tecido esteja completamente sêco. Para reviver o pêlo utilize uma escova macia.

MANCHAS EM ESTOFADOS
A melhor forma de limpar manchas em estofados é usando creme de barbear.

Fonte: www.bateprego.com